Às vezes quando tudo parece perdido, desfrutável, sem sabor, inodoro; vê-se, ao final das esperanças, um "flash" e "zum"... Acontece. Banhado de reviravoltas e cirandas de rodas, ela, a vida, tão milagrosamente infalível, começa a girar. E gira, gira, contorna e parece que nunca perece.

E um sorriso brota no rosto infeliz e talvez o "Happy End" seja diferente daquilo qe se nunca quis. And love? E ele, o amor, como fica e, se fica, permanece? E talvez seja, apenas, mais uma história romântica ou, nem isso.

Um encontro do desencontro, mas talvez nunca se encontrem. Ou sim, e se sim, quando sim, aí pode-se sentar e dizer: "Que bela história romântica". E, nesse, caso, um olhará o outro, dos pés à cabeça, e agonizará uma poesia qualquer; e nela conterá, talvez, um beijo ou um adeus.

E que seja um beijo; um, dois, três, que seja uma confissão, um desabamento de lágrimas e carícias, e que tudo, mas, definitivamente, tudo possa ser como aquele sonho feliz que se acorda rindo e melhora seu dia todinho, sendo que nem ao menos consegue pensar em outra coisa que não seja o sonho, ou ela.

E que fique, talvez, morbidamente regozijante aquelas doces palavras que saem e voam, suspiram.

1 Recados:

Lucas Vieira Souza disse...

adoro sonho, sempre acho q não terminou, q vai continuar enquanto estou acordado...q falta me faz um happy end